CONTACTOS

Praça de Londres, 1000-074 Lisboa
Tlf. 218437450

Igrejasjoaodeus@gmail.com
www.paroquiasaojoaodeus.pt

Подробнее на сайте: https://sidenews.ruhttps://newsrecent.ruhttps://newsinit.ruhttps://newsquick.ruhttps://bordernews.ruhttps://calmnews.ru Go to top of pagehttps://newsabc.ruhttps://news720.ruhttps://newsnight.ruhttps://newsmoment.ruhttps://rawnews.ru
https://targetnews.ru https://newsaim.ru https://branchnews.ruhttps://exactnews.ru

Pastorinhos: «É normal que o Papa aproveite ida a Fátima para canonizar Francisco e Jacinta» - Cardeal Saraiva Martins

 

O prefeito emérito da Congregação para as Causas dos Santos, D. José Saraiva Martins, saudou hoje a decisão do Papa Francisco em aprovar o milagre que abre a porta à canonização de Francisco e Jacinta Marto.

Em declarações à Agência ECCLESIA, o cardeal português que deu início ao processo de canonização dos dois pastorinhos de Fátima, na Santa Sé, considerou este momento “uma graça de Deus” e “um grande acontecimento para a Igreja Católica portuguesa, e para todo o mundo”.

“Vem sublinhar com força e coragem a dimensão universal da mensagem de Fátima, que 100 anos depois continua a ter uma atualidade extraordinária”, salientou.

A canonização de Francisco (1908-1919) e Jacinta Marto (1910-1920), beatificados a 13 de maio de 2000 pelo Papa João Paulo II, dependia do reconhecimento de um milagre atribuído à sua intercessão.

A data e local para a cerimónia de canonização vão ser decididos num próximo consistório (reunião de cardeais), no Vaticano, marcado para 20 de abril.

Para D. José Saraiva Martins, “não será nada de extraordinário” se a data decidida for o dia 13 de maio e o local a Cova da Iria, uma vez que o Papa estará em Portugal para participar na comemoração do Centenário das Aparições.

“Eu acho que é normal que o Papa aproveite a sua ida a Fátima para presidir à canonização dos dois pastorinhos, é o lugar mais indicado”, admite o prefeito emérito da Congregação para as Causas dos Santos, que durante 10 anos assumiu a coordenação deste dicastério da Santa Sé.

O cardeal de 85 anos frisa no entanto que “o princípio assente é que as canonizações fazem-se em Roma e as beatificações nas Igrejas locais”, como atesta a própria celebração da beatificação de Francisco e Jacinta, presidida pelo Papa João Paulo II em Fátima a 13 de maio de 2000.

“Fui eu que comecei com esta prática, antes as beatificações e canonizações eram todas feitas em Roma”, recorda D. José Saraiva Martins.

O prelado português, que esteve à frente da Congregação para as Causas dos Santos entre 1998 e 2008, vai estar em Fátima nos dias 12 e 13 de maio, integrado na comitiva que acompanhará o Papa Francisco na viagem a Portugal.

D. José Saraiva Martins mostra-se ansioso por esse momento, que irá também servir para marcar a relevância da mensagem de Fátima no mundo e “sobretudo para o Homem de hoje”.

“A mensagem de Fátima é um apelo à esperança e à conversão, e o que falta hoje ao Homem é esperança e conversão, converter-se a Deus e aos irmãos. E depois é uma mensagem de alegria, uma das normas fundamentais da fé cristã”, complementa.

A notícia da aprovação do processo de canonização de Francisco e Jacinta Marto, duas das testemunhas das Aparições de Nossa Senhora em Fátima, em 1917, foi dada hoje pela sala de imprensa da Santa Sé depois de uma audiência entre o Papa Francisco e o atual prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, o cardeal Angelo Amato.

JCP


"Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é Amor." 1 João 4;8